Slide

Parceria

Coordenador de projeto

Fundación Laboral de la Construcción

Desde 1992 trabalha para proporcionar às empresas e colaboradores os recursos para serem mais profissionais, seguros, qualificados e com um futuro de maior sucesso, este é o principal objetivo da união da Confederación Nacional de la Construcción (CNC), CCOO de Construcción y Servicios e Federación de Industria, Construcción y Agro (UGT-FICA), que juntas formam esta organização sem fins lucrativos.

Como resultado de anos de dedicação e esforço, a Fundación Laboral tornou-se uma entidade de referência no setor e um parceiro fundamental para o futuro das empresas e profissionais.

Com mais experiência e conhecimento ao nosso alcance, o objetivo é que a prevenção de riscos ocupacionais, a formação, a inovação, a sustentabilidade e as novas tecnologias sejam capazes de nos ajudar a melhorar o nosso setor. Milhares de trabalhadores da construção civil são formados anualmente num dos seus 45 centros de formação. A oferta formativa é composta por mais de 400 ações formativas e mais de 100 manuais próprios sobre diversos temas da construção. A Fundação conta com a colaboração de mais de 1500 formadores em Espanha.

A Fundación Laboral de la Construcción tem um vasto historial em programas de intercâmbio de troca de experiências com outros países da UE, tanto com jovens estudantes como com trabalhadores bem como com todas as pessoas que desejam aprender em interatividade. Além disso, é um membro ativo da Rede REFORME, uma rede transnacional de instituições e organizações europeias de formação de 9 países, que existe há 25 anos e que tem facilitado o intercâmbio de conhecimentos e boas práticas no domínio do Ensino e Formação Profissisonal.

Desde 2013 estão focados na Formação Profissional e ministram em vários dos nossos conselhos regionais o grau de qualificação superior em “Energias Renováveis” e graus de qualificação de nível médio em “Operação e Manutenção de Equipamentos de Construção”, “Técnico de Construção” e “Técnico de Escavações e Sondagens”.

Menu