O projeto

Fases

Durante o projeto, a parceria irá desenvolver várias fases para atingir os objetivos e obter resultados que apoiem o objetivo principal: Nova abordagem estratégica setorial para cooperar nas competências na indústria da construção.

O Status Quo da Construção Europeia determina o cenário atual relativamente a vários fatores que provavelmente impulsionam o aparecimento de necessidades de competências, influenciando o estado atual dos quadros de qualificação, bem como afetando o Ensino e Formação Profissional (EFP) oferecidos em cada país. A primeira fase visa fornecer informações muito valiosas que constituirão a base fundamental para a definição dos elementos-chave através da criação de um Roteiro e de um Plano de Ação, que configurará a primeira abordagem relativa à definição da Estratégia de Competências Setoriais.

1. Status Quo da Construção e Estratégia de Competências Setoriais

Uma vez definido o Status Quo e o Roteiro elaborado, é hora de sustentar e exemplificar a Estratégia, identificando, detalhando e promovendo exemplos concretos e boas práticas de políticas e iniciativas a nível nacional e regional com o objetivo de abordar a escassez de competências e inadequações bem como fomentar parcerias com várias partes interessadas. Além disso, o objectivo desta fase será conceber e implementar uma série de novos currículos de formação nos tópicos de Eficiência Energética, Digitalização e Economia Circular para trabalhadores da Construção.

2. Capacitação de novas habilidades em todo o setor transnacional

Nesta fase propõe-se a criação de uma ferramenta complementar ao European Construction Sector Observatory (ECSO), que através da metodologia do Big Data poderá antecipar as necessidades de competências a nível nacional / regional

3. Torre de Vigia das necessidades de habilidades na Indústria da Construção

Será efectuada uma identificação dos perfis profissionais com o objectivo de os actualizar em termos de competências relacionadas com Eficiência Energética, Digitalização e Economia Circular.

4. Identificação das profissões a serem actualizadas

O projeto Construction Blueprint pretende gerar uma imagem mais positiva da Indústria da Construção. Para atingir este objetivo e transformar a construção numa oportunidade de carreira, a parceria propõe a realização de ações que promovam a atratividade da Indústria da Construção junto dos jovens e em particular das mulheres, e identifiquem soluções que facilitem a mobilidade na Europa.

5. Campanhas de divulgação para a indústria da construção

Sem dúvida, a condição essencial para uma implementação sólida do Skills Blueprint na indústria da Construção é ter uma forte Aliança de Competências do Setor, que começa a partir da parceria. Para isso, a parceria realiza o projeto sob o conceito de Modelo de inovação Quintuple Helix, que se baseia no envolvimento e interação dos principais atores do mercado (Educação-Econômico-Político-Ambiental-Sociedade Civil / Cultural) aproveitando oportunidades para usufruir ao máximo das suas competências a partir de uma abordagem holística.

6. Aliança de habilidades do setor e implantação do Blueprint
  • 1. Status Quo da Construção e Estratégia de Competências Setoriais

    O Status Quo da Construção Europeia determina o cenário atual relativamente a vários fatores que provavelmente impulsionam o aparecimento de necessidades de competências, influenciando o estado atual dos quadros de qualificação, bem como afetando o Ensino e Formação Profissional (EFP) oferecidos em cada país. A primeira fase visa fornecer informações muito valiosas que constituirão a base fundamental para a definição dos elementos-chave através da criação de um Roteiro e de um Plano de Ação, que configurará a primeira abordagem relativa à definição da Estratégia de Competências Setoriais.

  • 2. Capacitação de novas habilidades em todo o setor transnacional

    Uma vez definido o Status Quo e o Roteiro elaborado, é hora de sustentar e exemplificar a Estratégia, identificando, detalhando e promovendo exemplos concretos e boas práticas de políticas e iniciativas a nível nacional e regional com o objetivo de abordar a escassez de competências e inadequações bem como fomentar parcerias com várias partes interessadas. Além disso, o objetivo desta fase será conceber e implementar uma nova ação de formação necessária à sensibilização para as novas tendências de know-how, que certamente afetarão a indústria da Construção, Eficiência Energética, Digitalização e Economia Circular para Trabalhadores da Construção.

  • 3. Torre de Vigia das necessidades de habilidades na Indústria da Construção

    Nesta fase propõe-se a criação de uma ferramenta complementar ao European Construction Sector Observatory (ECSO), que através da metodologia do Big Data poderá antecipar as necessidades de competências a nível nacional / regional.

  • 4. Estudo sobre perfis e qualificações ocupacionais

    De acordo com a fase 2, a parceria irá atualizar perfis ocupacionais, qualificações e formações influenciadas por novas tendências (na construção civil temas como Eficiência Energética, Digitalização e Economia Circular são obrigatórios) para contemplar as competências detectadas. É absolutamente necessário definir uma metodologia sob medida para realizar uma revisão periódica, bem como definir prioridades para, eventualmente, rever as qualificações existentes.

  • 5. Campanhas de divulgação para a indústria da construção

    O projeto Construction Blueprint pretende gerar uma imagem mais positiva da Indústria da Construção. Para atingir este objetivo e transformar a construção numa oportunidade de carreira, a parceria propõe a realização de ações que promovam a atratividade da Indústria da Construção junto dos jovens e em particular das mulheres, e identifiquem soluções que facilitem a mobilidade na Europa.

  • 6. Aliança de habilidades do setor e implantação do Blueprint

    Sem dúvida, a condição essencial para uma implementação sólida do Skills Blueprint na indústria da Construção é ter uma forte Aliança de Competências do Setor, que começa a partir da parceria. Para isso, a parceria realiza o projeto sob o conceito de Modelo de inovação Quintuple Helix, que se baseia no envolvimento e interação dos principais atores do mercado (Educação-Econômico-Político-Ambiental-Sociedade Civil / Cultural) aproveitando oportunidades para usufruir ao máximo das suas competências a partir de uma abordagem holística.

Menu